Menu

Receita Federal alerta para fraudes em nome da instituição

  • 01/09/2020
  • Por

A Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (RFB) alerta para um golpe que vem sendo aplicado por meio das redes sociais utilizando o nome da instituição.

Segundo a Receita, a fraude acontece da seguinte maneira:

O golpista entra em contato com a vítima pelas redes sociais, diz que mora fora do Brasil e estabelece um relacionamento amoroso virtual.

Em seguida, ele alega que vai voltar para o Brasil para o país e diz ter enviado uma suposta encomenda para a vítima contendo parte da sua mudança para o Brasil ou algo de valor enviado a título de presente para a vítima.

Mas, para vítima ter acesso aos objetos enviados, e golpista afirma que a encomenda estaria retida na Alfândega, pede para a vítima fazer reiterados depósitos/transferências em conta corrente para conseguir sua liberação.

Para dar uma aparência de legitimidade à farsa, são encaminhadas à vítima mensagens com informações de contatos falsos de Fiscais da Receita Federal.

De acordo com a Receita Federal, a população deve ficar atenta e observar as seguintes recomendações: a RFB nunca liga ou manda mensagens de cobrança para liberação de mercadorias; o pagamento de tributos federais é sempre feito por meio de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) e nunca via depósito/transferência em conta corrente.

Encomendas via postal

Caso exista uma encomenda por via postal, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) é a responsável pelos procedimentos. Se a encomenda chegar por Remessa Expressa (Courrier), deve ser enviada por empresas habilitadas pela RFB.

No caso de sofrer essa tentativa de fraude, o cidadão deve procurar a Delegacia de Polícia Civil Especializada para fazer denúncia.

 

 

 

 

 

*Fonte: contabeis.com.br

prazo governo obrigatoriedade PIS STF SEFAZ sonegação fiscalização COFINS Sped contabilidade receita imposto de renda ECF fisco contador eSocial Receita Federal RFB imposto simples nacional ICMS nota fiscal parcelamento MEI fraude tributos Reforma Tributária tributo EFD