Topo de artigo_fisco

Empresa do ramo de medicamentos é alvo do Fisco por sonegação de imposto, superfaturamento de preço e licitação irregular

A Delegacia Regional de Fiscalização (DRF) de Goiânia deflagrou hoje (21/09) uma operação conjunta com a DOT – Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária e DENARC – Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos, tendo como alvo duas empresas que atuam na capital, no ramo de distribuição de medicamentos.

O titular da DRF, auditor fiscal Gerson Segundo de Almeida, relatou que as empresas investigadas apresentaram movimentação contábil expressiva, fora dos padrões habituais, além da venda de Ivermectina trazida do Rio Grande do Norte com preço superfaturado.

“Nos dois alvos foram feitas a apreensão de documentos e computadores para que façamos as auditorias pertinentes. Nós detectamos irregularidades fiscais, como a falta de recolhimento do ICMS, licitação fraudulenta em todo o Estado e a aquisição de produtos que podem ser usados no refino de drogas, segundo averiguação da polícia”, frisa Gerson de Almeida. A Polícia Civil efetuou a prisão de dois suspeitos.

Os dados levantados pela equipe de auditores fiscais da DRF de Goiânia foram repassados para a DOT e, além da sonegação fiscal de ICMS, a Polícia Civil suspeita de que tenham sido adquiridos produtos que podem ser utilizados no refino de drogas. Por esse motivo a DENARC também entrou na operação. Como as auditorias fiscais ainda não foram concluídas, devido o grande volume de dados a ser contabilizado, não é possível precisar o valor sonegado de ICMS e multa.

 

 

 

 

 

 

 

*Fonte: SEFAZ GO

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH