capa site 29 maio

Como retirar, do cálculo do Simples Nacional, a receita de produtos já tributados?

As receitas de venda de produtos que já foram tributados anteriormente são decorrentes da venda de produtos sujeitos à Tributação Monofásica ou à Substituição Tributária do PIS/COFINS, e Substituição Tributária e/ou Antecipação Tributária do ICMS.

De uma maneira geral, nessas formas de tributação, a cobrança do imposto fica concentrada no início da cadeia,

Capa-site 22maio

ECD: Como funciona a substituição dos arquivos?

Muitas empresas e/ou contadores têm dúvidas sobre a substituição de arquivos. Neste mês de maio principalmente, quando acontece a entrega da Escrituração Contábil Digital, ECD, é preciso saber tudo sobre o processo da substituição, ainda mais que a ECD sofreu algumas mudanças para 2018.

Por isso, neste artigo você encontra as principais informações sobre a substituição de arquivos,

Capa-site08-maio

ECD: 5 dicas e informações importantes para a entrega

Como a data da entrega da Escrituração Contábil Digital (ECD) está chegando, nós preparamos algumas dicas importantes relacionadas à entrega da ECD. Como houve algumas mudanças para este ano, inclusive na questão da obrigatoriedade, é importante se atentar para todas as informações para que a ECD não seja entregue com erros. Confira:

1) Qual a primeira informação que deve ser avaliada antes de começarem as verificações na ECD atual?

Capa-site

ECD: Quais as mudanças para 2018?

A Escrituração Contábil Digital (ECD) faz parte do projeto SPED e se trata basicamente da escrituração dos livros contábeis em um ambiente digital. Desta forma, os livros obrigatórios (Livro Diário, Razão) são substituídos pelos mesmos em versão eletrônica.

Quem está obrigado à entrega da ECD?

  • Todas as pessoas jurídicas obrigadas a manter escrituração contábil nos termos da legislação comercial,
capa-escolher-melhor-solucao

Como escolher a melhor solução de Auditoria Digital?

A Auditoria Eletrônica é uma aliada essencial de empresas e contadores. Pensa conosco: se a própria Receita, tanto a Federal quanto a Estadual, utiliza-a para auditar e fiscalizar as informações de uma organização, por que esta mesma empresa não a utilizaria para enviar seus arquivos ao Fisco?

Mas como escolher a melhor solução de Auditoria Eletrônica?

Capa-Site-02

Como escriturar os valores na fonte de PIS/COFINS na EFD Contribuições?

Por que as empresas devem escriturar as retenções na fonte do PIS e da COFINS?

A retenção de impostos é uma maneira que o Governo Federal tem para antecipar uma parte dos valores que devem ser pagos pelas empresas, com o objetivo de melhorar o controle e acelerar a arrecadação dos impostos.

Existem situações previstas nas legislações em que ocorre a retenção na fonte de PIS/COFINS,

capa-03-abril

Quais as modificações mais recentes na legislação sobre a terceirização?

Terceirização significa a contratação de terceiros, por parte de uma empresa, para a realização de atividades gerais, visando à racionalização de custos, à economia de recursos e à desburocratização administrativa. A terceirização deve envolver a prestação de serviços, e não o fornecimento de trabalhadores por meio de empresa interposta. Além disso, a lei diz que é a colocação de trabalhadores à disposição de outras empresas temporariamente.

capa-dicas-27mar

Como aproveitar saldos de créditos fiscais de PIS/PASEP e COFINS de períodos anteriores ao da escrituração?

De acordo com as disposições legais, as empresas do regime não cumulativo das contribuições podem, conforme o caso, se creditar dos valores de PIS e da COFINS. Dessa forma, pode acontecer de, em algum período (mês), a empresa possuir mais operações com crédito do que débitos das contribuições, e esses créditos excedentes deverão ser demonstrados e escriturados nos registros 1100 e 1500.

o-que-e-funrural

De quem é a obrigação pelo recolhimento do FUNRURAL?

O FUNRURAL é o imposto incidente sobre a receita bruta proveniente da comercialização da produção rural. Ele é composto do INSS, da contribuição para o Senar e do RAT, e o que gera muita dúvida sobre o tema é de quem é a obrigação pelo recolhimento dessa contribuição. As determinações sobre esse recolhimento são determinadas pela Receita Federal,

capa-dicas-13mar

Para que serve a DME e como funciona na prática?

A DME significa Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie. Essa declaração possui informações referentes às operações liquidadas em espécie e é uma obrigação a ser prestada à Receita Federal do Brasil por um formulário eletrônico. Esta declaração está respaldada pela Instrução Normativa 1.761 de 2017.

O objetivo da Receita Federal com essa obrigação é coibir e impedir sonegação,

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH