Menu

O presidente Jair Bolsonaro reconheceu, nesta terça-feira (1º/6), o aumento da inflação no Brasil, mas destacou que o governo trabalha na produção e que não pretende interferir no mercado. O mandatário citou ainda a reforma tributária e destacou que deseja que a medida seja aprovada, mas sem o aumento de impostos. Declaração ocorreu durante cerimônia de Anúncios da Caixa no Palácio do Planalto.

“Nós investimos na produção. Tenho certeza que dessa forma diminuiremos o preço da alimentação, produzindo mais e não interferindo no mercado”, disse. “O que a gente pode fazer para diminuir imposto, nós temos feito. E assim é o nosso propósito na reforma tributária. Não podemos admitir, senhores parlamentares, os senhores também têm responsabilidade e sabem que nós jogamos junto nessa questão. Reforma sim, mas sem aumento de imposto“, destacou.

Bolsonaro destacou ainda que não consegue realizar mudanças no país na velocidade em que gostaria, mas que, aos poucos, irá “arrumando a casa”. “Nós não podemos continuar sendo um dos países com a mais alta carga tributária do mundo e com a menor contraprestação de serviços. Mas essa casa tem que ser arrumada. Não dá para arrumar com a velocidade que vocês merecem, ou aquela velocidade que eu quero, mas aos poucos, nós vamos mudando o destino do Brasil”, concluiu.

 

 

 

 

*Fonte: Correio Braziliense

tributos fraude imposto obrigatoriedade imposto de renda PIS STF tributo EFD contador governo parcelamento fiscalização SEFAZ ICMS sonegação COFINS RFB contabilidade fisco Sped Reforma Tributária eSocial Receita Federal prazo receita nota fiscal simples nacional MEI ECF