Menu

Confaz aprova isenção de ICMS a produtos de combate à Covid em 16 estados e no DF

  • 22/01/2021
  • Por

O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) aprovou nesta quinta-feira (21/1), em caráter extraordinário, três convênios permitindo a isenção de ICMS para produtos destinados ao tratamento e imunização contra a Covid-19, em especial o oxigênio medicinal, em pelo menos 17 unidades da federação.

A reunião foi provocada pelo estado do Amazonas, após o desabastecimento de oxigênio medicinal em Manaus, o que levou a mortes e transferências de pacientes para outras unidades da federação.

A pedido do estado do Amazonas, o Confaz renovou o convênio 63/2020 que venceu no dia 31 de dezembro de 2020, e voltou a permitir isenções de itens de combate à Covid-19 em 11 estados. Além desses, Amazonas, Rio de Janeiro, Pará, Amapá e o Distrito Federal fizeram adesão. Na lista estão produtos como oxigênio, agulhas e seringas.

Outro convênio autoriza os estados de Pernambuco, Tocantins, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina a conceder isenção exclusiva ao oxigênio medicinal. O terceiro permite ao Maranhão conceder isenção do ICMS nas saídas interestaduais de oxigênio medicinal destinadas ao estado do Amazonas, em razão da crise sanitária provocada pelo Covid-19. A previsão é que os convênios sejam publicados no Diário Oficial de sexta-feira (22/1).

Para conceder isenção fiscal, os estados precisam submeter o benefício à aprovação do Confaz, que é um conselho composto por secretários de Fazenda dos estados e do Distrito Federal.

Crise sanitária

A crise sanitária vivida pelo Amazonas impulsionou os estados e o DF a reverem os benefícios fiscais quanto aos itens destinados à Covid-19. Na justificativa para a aprovação da isenção, o Amazonas alega que, por falta de previsão legal, o Fisco estadual precisa cobrar ICMS na operação de aquisição do insumo pelo doador – operação anterior à doação -, o que tem desestimulado a doação de oxigênio para o estado.

Com o pedido do Amazonas e a renovação do convênio que concede a isenção de ICMS para itens de tratamento e imunização contra a Covid-19, pelo menos 17 unidades da federação oferecem benefício fiscal de ICMS, o que pode facilitar a aquisição dos insumos. Outros estados brasileiros podem pedir ingresso nos convênios e também oferecerem a isenção de ICMS.

 

 

 

*Fonte: jota.info

prazo governo simples nacional COFINS EFD fisco fraude PIS eSocial contabilidade Sped parcelamento imposto obrigatoriedade imposto de renda MEI tributos fiscalização sonegação STF tributo contador Receita Federal receita nota fiscal ECF SEFAZ Reforma Tributária ICMS RFB