WhatsApp Image 2020-05-06 at 11.08.26

Desvendando o XML

Em tempos de SPED (Sistema Público de Escrituração Digital), uma sigla tem chamado bastante atenção de empresários e profissionais contábeis: XML.

Esta é a sigla, em inglês, de EXtensible Markup Language, ou seja, é uma linguagem de marcação que define um conjunto de regras para codificação de documentos.

Os arquivos XML dos Documentos Fiscais Eletrônicos foram criados para agregar informações,

capa site 29 maio

Como retirar, do cálculo do Simples Nacional, a receita de produtos já tributados?

As receitas de venda de produtos que já foram tributados anteriormente são decorrentes da venda de produtos sujeitos à Tributação Monofásica ou à Substituição Tributária do PIS/COFINS, e Substituição Tributária e/ou Antecipação Tributária do ICMS.

De uma maneira geral, nessas formas de tributação, a cobrança do imposto fica concentrada no início da cadeia,

capa-360

Cliente do e-Auditor ganha ferramenta gratuita para capturar e gerenciar NF-e e CT-e

Hoje vamos falar sobre como a e-Auditoria pode ajudar você a controlar e gerenciar os documentos fiscais, tanto os de emissão própria quanto os emitidos por terceiros. Com efeito, possuir todos os documentos fiscais armazenados e organizados é essencial para, além de cumprir as exigências legais, poder auditar suas informações e garantir que sua escrituração fiscal está correta,

capa-01

Cruzando automaticamente o SPED com os arquivos XML de Documentos Fiscais Eletrônicos

Ao longo de vários anos atuando em auditoria eletrônica, ainda percebemos que muitos profissionais transmitem seus arquivos da EFD ICMS/IPI e da EFD Contribuições sem realizar o cruzamento com os documentos fiscais que originaram estas escriturações (NF-e, NFC-e, CT-e, SAT CF-e). Com isso, deixam de conferir se realmente todos os documentos foram escriturados e se os valores escriturados nas EFD´s estão consistentes com os valores dos documentos eletrônicos (arquivos XML).

Topo-notícia (2)

A importância de cruzar seus documentos fiscais com o SPED FISCAL e a EFD Contribuições

A contabilidade digital veio para garantir a qualidade das informações entregues ao Fisco e o desenvolvimento tecnológico constante possibilita que um número cada vez maior de dados seja cruzado. Sendo assim, validar isoladamente um arquivo não é suficiente. Também é preciso avaliar sua consistência frente às demais informações entregues à Fiscalização.

Entre tantas análises essenciais que os contribuintes devem fazer antes de transmitirem seus arquivos,

Sped-Contribuições-x-XML-das-NF-e-e-NFC-eee

Por que cruzar o Sped Contribuições com os arquivos XML das NF-e e NFC-e

No intuito de arrecadar cada vez mais, as Receitas Federal e Estaduais dispõem de um arsenal eletrônico de ponta, que tem sido atualizado constantemente. Do outro lado, temos o contribuinte querendo pagar menos. Além de não ser aconselhável tentar esse “alívio” de maneiras obscuras, ou seja, tentando sonegar impostos, essa opção também está cada vez mais perigosa.

fiscalização (9)

Como a fiscalização está cruzando os arquivos XML com a escrituração fiscal

É notório que os Estados estão cada vez mais capacitados para realizar rápidos e eficientes cruzamentos de informações. Temos assistido um aumento significativo nas ações fiscais que comparam os documentos fiscais eletrônicos emitidos pelos contribuintes com suas declarações fiscais (SPED FISCAL, EFD CONTRIBUIÇÕES, GIA, DAM, DIEF, DIME, DAPI, etc).

Algumas Secretarias de Fazenda estão bloqueando a Inscrição Estadual de contribuintes que não escrituram corretamente suas Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e) no SPED FISCAL no prazo máximo de 45 dias,

12

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH