Preocupação

MP solicita bloqueio de R$ 380 milhões das contas de sonegadores

O bloqueio de quase R$ 380 milhões das contas de mais de 60 empresas sonegadoras dos cofres públicos estaduais foi solicitado à Justiça por meio de 79 medidas cautelares de sequestro requeridas pelo Ministério Público estadual neste mês. O requerimento é resultado da intensificação na esfera criminal de ações contra a sonegação fiscal articuladas, e anunciadas no último dia 16, pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), que reúne o MP, a Polícia Civil, a Secretaria da Fazenda (Sefaz) e a Procuradoria-Geral do Estado.

risco (2)

Goiás alcança equilíbrio fiscal

Durante apresentação do Relatório de Avaliação das Metas Fiscais do segundo quadrimestre (maio a agosto) na Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento da Assembleia Legislativa, a secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão Costa, afirmou que Goiás alcançou o equilíbrio e chegará ao final do ano com metas cumpridas. “Os resultados validam nossas ações de ajuste fiscal para que Goiás volte à trilha de desenvolvimento que é sua vocação”, assinalou. Todas as medidas de ajuste fiscal, acrescenta a secretária, foram baseadas na relação clara entre orçamento e disponibilidade de caixa.

empresário

CFC dá dicas de como manter as contas em ordem

Ano novo, hora de pôr as contas em dia. O primeiro semestre concentra a maior parte do vencimento dos impostos devidos pelo cidadão. Além disso, os excessos financeiros em compras e viagens de férias, somados aos gastos com educação e material escolar podem complicar o orçamento familiar. Para evitar esse problema, e para quem quer se organizar financeiramente,

leão

Os efeitos do processo de impeachment nas ações da fiscalização

Imagine que você é Diretor-Presidente de uma empresa que enfrenta uma profunda crise: suas contas estão no vermelho; grande parte do mercado já não confia mais nos seus produtos; sua inadimplência acumulada só aumenta e você tem dificuldades em receber de seus clientes; você até tem um plano para aumentar seu faturamento com a venda de novos produtos,

Levy diz que é preciso ter muito cuidado ao mudar regra do FGTS

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse nesta sexta-feira (14), após apresentação para mais de mil empresários na Amcham, em São Paulo, que é preciso ter muito cuidado quando se fala em mudar as regras do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), e que aumentar o seu rendimento significa elevar a prestação da casa própria.

Levy diz que é preciso ter muito cuidado ao mudar regra do FGTS

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse nesta sexta-feira (14), após apresentação para mais de mil empresários na Amcham, em São Paulo, que é preciso ter muito cuidado quando se fala em mudar as regras do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), e que aumentar o seu rendimento significa elevar a prestação da casa própria.

Profissionais liberais devem ficar mais atentos à contabilidade

A partir do próximo ano, os profissionais liberais terão mais uma preocupação em relação aos cuidados da parte contábil da sua empresa. Ao realizarem a declaração do imposto de renda, eles precisarão apresentar o CPF de todas as pessoas físicas para as quais prestaram serviço. A regra deve ser seguida pela maioria dos profissionais liberais, como psicólogos, dentistas e médicos.

Após rumores sobre a volta da CPMF, Joaquim Levy descarta seu retorno

A Contribuição Provisória Sobre Movimentação Financeira (CPMF), que vigorou no Brasil entre 1997 e 2007 e ficou conhecida como ?imposto do cheque?, provocou desentendimentos entre membros do governo e do PT ontem, durante o congresso nacional do partido, na Bahia.

Governo prevê arrecadar até R$ 18 bi com nova tributação

O governo pode arrecadar de R$ 5 bilhões a R$ 18 bilhões com a alteração na tributação que trata de juros sobre capital próprio e lucros e dividendos. É o que aponta um estudo do Ministério da Fazenda obtido pelo ?Broadcast?, serviço em tempo real da ?Agência Estado?. O material, produzido pela equipe do ministro Joaquim Levy, contempla três alternativas de mudança na tributação e foi enviado à Câmara dos Deputados após requerimento da deputada federal Luiza Erundina (PSB/SP) sobre o assunto.

Dose exagerada do “remédio” contra a inflação ameaça prolongar recessão

Depois de seis altas seguidas, a taxa básica de juros alcançou na semana passada o maior nível desde o fim de 2008. E a maioria dos bancos e consultorias acredita que o Banco Central vai prosseguir com o aperto, levando a Selic além dos atuais 13,75% ao ano. Mas, para um número crescente de economistas, essa firmeza no combate à inflação ? que contrasta com a condescendência do primeiro mandato de Dilma Rousseff ? pode estar passando da conta.

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH