Empresas precisam priorizar qualidade da informação que envia ao SPED

 Pesquisas têm revelado que o empresário nem sempre está devidamente conscientizado para o fato de que, mais importante do que enviar as informações ao SPED a tempo e a hora, é enviá-las corretamente. 

Falo isto porque todos sabemos que um dos objetivos do SPED, conforme declarado por seus próprios órgãos envolvidos, é identificar de maneira mais rápida os “ilícitos tributários”.

AuditorEFD: Módulo de cruzamento EFD x DACON x DCTF no ar

Pessoal, já está no ar a nova versão do módulo de cruzamento EFD x DACON x DCTF.

Há várias análises programadas, dentre as quais destacamos:

  • Débitos Apurados x Créditos Vinculados na DCTF – Mês corrente;
  • Débitos Apurados x Créditos Vinculados na DCTF – Trimestre Anterior;
  • Débitos Apurados x Créditos Vinculados na DCTF –

RJ: Estado exige novamente os registros dos tipos 54 e 75

 A Resolução 594/2013, do Estado do Rio de Janeiro, revogou dispositivos da Resolução 5.723 SEFCON, de 12-2-2001, que dispensavam a inclusão das informações dos tipos de registros 54 (item da Nota Fiscal) e 75 (código de produto ou serviço) – nos arquivos de operações do SINTEGRA, previstos no Manual de Orientação anexo ao Convênio ICMS 57/95.

Goiás intensifica Auditoria Tributária Digital – Estoque é a bola da vez!

A SEFAZ/GO conta com um sistema de auditoria tributária digital que permite o cruzamento de dados da EFD e possibilita detectar a existência de indícios de irregularidades, mapeando comportamentos anômalos.
 
Quanto maior a qualidade da informação, melhor fica o direcionamento da fiscalização para empresas com reais índices de sonegação.
 

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH