Reforma tributária

Simulação é pouco para mostrar impacto da reforma tributária, diz Economia

A assessora especial do Ministério da Economia, Vanessa Canado, disse ao Poder360 que foram feitas simulações para o projeto de lei que cria a CBS (Contribuição sobre bens e serviços), mas que não foram divulgadas por serem pouco significativas e “não contribuírem com o debate” sobre o tema. Reportagem do Poder360 mostrou que o Cetad (Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal) não realizou cálculos sobre a proposta do novo tributo.

Uma das principais responsáveis pela proposta enviada ao Congresso, a assessora afirmou que a equipe trabalhou quase 1 ano no assunto. Foram usadas algumas simulações, mas o resultado foi considerado pouco esclarecedor.

Não basta fazer uma simulação por setor. Dentro de 1 setor há situações diferentes para cada empresa”, afirmou a assessora. “Não há uma modelagem que permita isso”, disse.

Poder360 mostrou que 7 estudos foram feitos até agora com a nova CBS: 2 sobre o setor financeiro, 2 de educação, 1 de saúde e 2 sobre serviços de forma mais ampla.

Segundo Vanessa, os representantes desses setores estão sendo ouvidos e seus estudos, avaliados. “Isso servirá para balizar nossas avaliações quando o Congresso nos consultar durante a tramitação da proposta”, disse.

 

 

 

 

 

 

*Fonte: Poder360

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH