Estados já começam a colher os frutos do SPED

Os Estados já estão se beneficiando do SPED. O Sistema Público de Escrituração Digital fornece dados muito mais detalhados aos fiscos estaduais.
 
E não adianta omitir informações, pois esta prática é facilmente detectada pela fiscalização e pode caracterizar crime contra a ordem tributária (Lei 8.137/1990).
 
Como as informações seguem assinadas,

Santa Catarina já estuda a implantação do Cupom Fiscal Eletrônico – CF-e

A SEF/SC já está analisando os equipamentos para o sistema emissor de Cupom Fiscal Eletrônico (CF-e), que envia informações da compra, em tempo real, à base de dados da Secretaria da Fazenda, agilizando a ação de controle fiscal.
 
O CF-e é emitido em tempo real em todas as vendas realizadas no setor varejista como bares,

Alagoas define a obrigatoriedade do CT-e

Através da IN Sec. Faz. – AL 5/12 – IN – Instrução Normativa SECRETÁRIO DE ESTADO DA FAZENDA – AL nº 5 de 17.04.2012, a SEFAZ/AL, foi definida a obrigatoriedade de utilização do Conhecimento de Transporte Eletrônico – CT-e. Confira abaixo as datas:
 
I – 1º de setembro de 2012, para os contribuintes do modal:
 

Relatório da reunião do GT 48 SPED FISCAL realizada de 10 a 13/04/12

O GT-48 se reuniu neste mês de abril e promoveu as seguintes alterações:

1º – O nível hierárquico dos registros D195 e D197  passaram para 3 e 4, respectivamente;

2º – O número de ocorrências do registro 1391 foi alterado

3º – No Guia Prático da EFD, a Exceção 1 do Registro D100 passou a vigorar com a seguinte redação: 

Computação em Nuvem ganha espaço junto às empresas

A e-Auditoria foi pioneira na disponibilização do modelo SaaS (Software como Serviço) em seus aplicativos fiscais.

Muitas empresas tinham resistência em utilizar a computação em nuvem. Entretanto, este cenário está mudando rapidamente, pois os benefícios deste modelo são evidentes:

  • redução de custos operacionais, uma vez que a empresa não precisa investir em infraestrutura;

Atenção: a base cadastral é essencial para evitar riscos fiscais

Com a crescente fiscalização dos Estados sobre as operações mercantis entre contribuintes do ICMS, o contribuinte deve se preocupar com a situação cadastral de seus clientes.

Isso porque, como já comentamos, está havendo um movimento nacional e vários estados estão denegando as NF-e´s envolvendo contribuintes inaptos.

Muitos riscos estão envolvidos neste processo,

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH