Capa-Post_Do_Convidado_Xerpa

RH e Contabilidade: o potencial do trabalho em conjunto desses setores para a empresa

A chegada da tecnologia trouxe uma série de mudanças nos processos internos das empresas, incluindo as rotinas de RH e contabilidade. Essa digitalização provocou diversas transformações em como os dois departamentos trabalham, mudando até mesmo o foco e o tipo de abordagem dos profissionais envolvidos.

Neste post, vamos falar como a integração entre o Recursos Humanos e a contabilidade pode ser útil para a organização. Acompanhe!

 

O potencial da junção entre RH e contabilidade

O RH e a contabilidade são setores fundamentais em uma empresa, mas muitas vezes esses departamentos operam isoladamente e de maneira independente.

Com a digitalização, o RH precisa assumir uma postura muito mais estratégica, voltada para o desenvolvimento do capital humano em prol das metas corporativas.

A contabilidade não fica longe dessas transformações, pois precisa de mais atenção na prestação de contas e de total confiança nos dados fornecidos pelo RH para que não ocorram problemas nesse âmbito.

Se antes o Recursos Humanos era enxergado pela contabilidade como mais um custo pela empresa, atualmente há o reconhecimento da importância desse setor para o desenvolvimento da empresa.

Mais do que isso, há a compreensão de que esses setores precisam trabalhar juntos. Só assim o RH consegue exercer o seu papel estratégico e que vai refletir nos dados coletados pela contabilidade.

 

Quando os dois departamentos devem trabalhar juntos?

O RH e a contabilidade podem atuar em parceria em uma série de ações importantes para a empresa. Em ações práticas, podemos destacar:

 

Olhar humano nos planos estratégicos

Por muito tempo, o RH e a contabilidade eram antagonistas dentro da empresa. O RH sempre teve o foco voltado para o capital humano, enquanto a contabilidade precisava ao máximo cortar custos, ação que muitas vezes tinha consequências nos programas voltados ao bem estar dos funcionários.

Com a abordagem dos departamentos em prol do crescimento geral do negócio, os gerentes dos dois departamentos conseguem pensar a curto e longo prazo e a incorporar o elemento humano dentro de estratégias possíveis.

Além disso, toda ação do RH continua a ser acompanhada pela contabilidade, porém os dois departamentos estão cientes das ações necessárias e das limitações corporativas, permitindo que a empresa se programe em tomadas de decisão importantes como admissão, demissões, criação de planos de carreira, treinamentos, entre outras.

 

Entender as ações de RH na empresa

Como já citamos no início deste artigo, a tecnologia permitiu que o RH assumisse uma postura mais estratégica, saindo de tarefas automatizadas de Departamento Pessoal e ajudando na tomada de decisões, indicando caminhos que levem ao desenvolvimento do capital humano.

Uma das maneiras de conseguir isso é partindo dos dados fornecidos pela contabilidade sobre o histórico de obtenção de receitas e lucros. A partir disso, o RH pode criar as próximas metas e as estratégias para alcançá-las.

Dentre essas ações, estão melhorias no recrutamento e seleção, treinamentos, destaque à cultura organizacional, programas de desenvolvimento de funcionários, entre outros.

 

Uso de dados

Dentro da nova perspectiva de atuação dos Recursos Humanos na empresa, os gerentes responsáveis pela área estão envolvidos na tomada de decisões relacionadas às metas do negócio e no desempenho dos funcionários.

A contabilidade auxilia no controle e cálculo da folha de pagamento, adequação aos impostos e cálculos de horas extras e adicionais noturnos.

Com essas informações, o RH tem condições de avaliar se os esforços empregados estão trazendo resultados ou se é necessário alterar estratégias, como contratar mais pessoas ou mudar turnos.

 

Orientações sobre aposentadoria

As regras para aposentadoria sofreram diversas transformações nos últimos anos. A contabilidade conhece essas normas a fundo e pode atuar como consultora para o RH, ajudando a tirar dúvidas.

Com isso, os colaboradores podem fazer os cálculos e ter uma ideia de quando podem se aposentar e do que pode ser feito para que essa fase seja mais tranquila.

 

Cálculo correto dos direitos rescisórios

O cálculo correto dos valores que funcionários têm a receber após a demissão é importante não só para o trabalhador, que vai precisar desse dinheiro para se sustentar e se programar para os próximos meses, mas também para a empresa.

Evitar erros nestes pagamentos é indispensável, já que equívocos podem gerar problemas maiores como processos trabalhistas e prejudicar o employer branding.

Para que o acerto seja feito dentro da lei, o RH deve passar todas as informações corretas à contabilidade, como data de admissão, férias vencidas, faltas, rendimentos, saldo de salário, tipo de demissão, entre outros detalhes importantes.

 

Pagamento de benefícios

Benefícios como o vale-transporte, alimentação e refeição variam de uma empresa para outra e por isso, esses cálculos são variáveis.

Para o fazer o acerto correto, o RH, assim como atua quando ocorre demissões, deve informar os dados sobre absenteísmo e faltas para a contabilidade. Outras exceções também podem ocorrer, como por exemplo em corporações que preveem o pagamento desses benefícios para trabalhos realizados externamente ou algum outro tipo de contribuição.

 

Como integrar os dois departamentos

A integração entre o Recursos Humanos e a contabilidade deve partir de uma cultura organizacional voltada à valorização da comunicação interna e do trabalho em conjunto de diversos setores.

Com esse conceito em mente, a colaboração entre os funcionários é destacada e silos que até então eram isolados conseguem ter uma interação maior.

Outro ponto importante é a valorização do alcance de metas. Os gestores devem indicar os objetivos das empresas e quais ações devem ser praticadas para que esses objetivos sejam cumpridos.

Além disso, é necessário mostrar o papel de cada departamento nas estratégias corporativas e em qual ponto seus trabalhos se encontram, para que cada um entenda a sua importância e como devem interagir.

O trabalho em conjunto do RH e contabilidade é vital para o crescimento da organização e principalmente, para sobrevivência dentro de um novo cenário em que a tecnologia está cada vez mais presente e em que os funcionários devem repensar os seus papéis para manterem a relevância dentro do mercado.

 

 

Este conteúdo foi produzido pela Xerpa, que oferece soluções de RH que desburocratizam processos e facilitam a integração entre diversos setores corporativos, centralizando as informações. Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber mais informações sobre o assunto!

 

O conteúdo produzido por parceiros e divulgado no site da e-Auditoria é de responsabilidade dos mesmos, e não implica, necessariamente, na opinião da e-Auditoria.

START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH